UOL Notícias Notícias
 

14/08/2009 - 14h52

Senador americano chega a Mianmar para encontro com junta militar

YANGON, Mianmar, 14 Ago 2009 (AFP) - O senador democrata americano Jim Webb desembarcou nesta sexta-feira em Naypyidaw, capital administrativa de Mianmar, onde no sábado se tornará o primeiro político americano a ser recebido pelo número um birmanês, o generalíssimo Than Shwe, segundo um representante da junta.

A visita de Webb, político ligado ao presidente Barack Obama, acontece no momento em que o regime birmanês é criticado pela comunidade internacional pela condenação a 18 meses adicionais de prisão domiciliar contra a líder opositora Aung San Suu Kyi.

O gabinete de Webb anunciou na quinta-feira que o senador será recebido por Than Shwe.

Webb, que chegou nesta quinta ao Laos para iniciar um giro de duas semanas pelo sudeste asiático, viajará no sábado a Yangun, a maior cidade de Mianmar, no sul, e deixará o país no domingo.

Quatro membros da Liga Nacional pela Democracia (LND), de Suu Kyi, foram convidados a se reunir com ele, segundo Nyan Win, porta-voz do principal partido de oposição.

Nyan Win também elogiou a declaração aprovada na véspera pelo Conselho de Segurança da ONU, expressando sua preocupação pela nova condenação de Suu Kyi, e também falou de sua satisfação pela decisão da União Europeia de reforçar as sanções contra Mianmar.

"Estas decisões demonstram que o mundo inteiro quer justiça",a firmou.

Than Shwe, de 76 anos, chegou ao poder em 1992. Até agora, foi um dos inimigos jurados dos Estados Unidos, que, como a UE, impôs sanções há mais de dez anos contra Mianmar por não realizar reformas democráticas.

Jim Webb, veterano da guerra do Vietnã, preside a subcomissão de Relações Exteriores do Senado para assuntos do sudeste da Ásia e do Pacífico.

A última visita de um dirigente americano à Mianmar remonta a março passado, quanod o novo Governo de Barack Obama estava revisando a política externa dos Estados Unidos, com mais diálogo e menos sanções.

Stephen Blake, director de Relações do Sudeste Asiático no Departamento de Estado, se reuniu então com o chanceler birmanês. Nyan Win, mas não com Than Shwe.

Alguns diplomatas americanos sugerem que Webb poderá tentar obter uma anistia para o americano John Yettaw, que também foi condenado junto com a dissidente birmanesa.

Yettaw, o mormón de 54 anos que em maio de 2008 chegou a nado à casa da Prêmio Nobel, situada na margem de um lago, foi condenado a sete anos de prisão e trabalhos forçados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host