UOL Notícias Notícias
 

18/08/2009 - 22h11

Micheletti promete conter 'vandalismo' em Honduras

TEGUCIGALPA, Honduras, 18 Ago 2009 (AFP) - O presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, advertiu nesta terça-feira que deterá o "vandalismo" dos partidários do presidente deposto, Manuel Zelaya, e que reza para que não ocorra "derramamento de sangue" durante as manifestações contra o atual regime.

"Tomamos decisões importantes, como estabelecer que o Exército e a Polícia cumpram a lei para impedir que o vandalismo continue", disse Micheletti em entrevista ao Canal 5.

O governo interino acusa os manifestantes "zelayistas" de incendiar ônibus e lanchonetes durante os protestos pela restituição de Zelaya, deposto por um golpe de estado em 28 de junho passado.

Os dirigentes da Frente Nacional de Resistência contra o Golpe garantem que os incêndios foram provocados por agentes "infiltrados" do atual governo para poder justificar a repressão.

"Peço a Deus que não permita derramamento de sangue do povo hondurenho" durante estas manifestações, disse Micheletti, que garantiu que "o Exército e a Polícia só recebem instruções do presidente".

"Se algo ocorrer, a responsabilidade não será deles, mas apenas minha e saberei me defender diante das autoridades correspondentes".

Quatro partidários de Zelaya já morreram nos protestos desde o golpe de Estado, centenas ficaram intoxicados por bombas de gás lacrimogêneo, dezenas foram detidos e 24 respondem à Justiça por "sedição, danos e manifestações ilegais".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h59

    -0,48
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h01

    -0,35
    75.339,20
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host