UOL Notícias Notícias
 
18/08/2009 - 17h23

Americano fundador de escola no Haiti confessa abuso de menores

NOVA YORK, 18 Ago 2010 (AFP) -Um americano que havia fundado uma escola no Haiti reconheceu em um tribunal federal que abusou sexualmente de vários menores de idade nesse país, indicaram nesta quarta-feira fontes judiciais.

Douglas Perlitz, de 40 anos, fundador e diretor da escola Pierre Toussaint de Cabo Haitiano, no norte de Haiti, reconheceu no tribunal federal de New Haven (Connecticut, norte) que foi para o Haiti com a intenção de manter relações sexuais ilegais.

Entre 2001 e 2008, segundo os documentos do tribunal, ele esteve várias vezes no Haiti "onde manteve relações sexuais com oito vítimas menores de idade".

De acordo com o comunicado do procurador David Fein, Perlitz "aproximava-se de crianças pobres nas ruas do Haiti, oferecendo comida, abrigo, roupas e educação para ganhar sua confiança e abusar das crianças que estavam sob a sua guarda".

Ele pode ser condenado a 30 anos de prisão. Sua sentença será pronunciada no dia 21 de dezembro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h10

    -0,20
    3,263
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h19

    0,16
    63.861,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host