UOL Notícias Notícias
 

25/08/2009 - 19h13

Hora decisiva no Congresso colombiano para o terceiro mandato de Uribe

BOGOTÁ, Colômbia, 25 Ago 2009 (AFP) - A Câmara de Deputados da Colômbia iniciou neste terça-feira sessão plenária durante a qual será definido se aprova ou não a realização de um referendo para modificar a Constituição e permitir que o presidente Alvaro Uribe possa se apresentar a um terceiro mandato consecutivo.

Para que o projeto de referendo seja aprovado são exigidos 84 votos no mínimo. Segundo o ministro do Interior, Fabio Valencia, a coalizão governista tem assegurados pelo menos 91 votos a favor da iniciativa.

A plenária, marcada de início para as 15H00 locais (20H00 GMT), começou com mais de uma hora de atraso e com a ausência de vários representantes.

O projeto de convocar o referendo, que deve ser realizado ainda este ano, foi salpicado de denúncias sobre irregularidades desde sua abertura, em meados de 2008, com a coleta de quase 5 milhões de assinaturas promovida pelo partido da U (Social da Unidade Nacional, centro-direita), um dos seis que fazem parte da coalizão de apoio a Uribe.

Opositores do Partido Liberal (centro) e do Polo Democrático (esquerda) denunciaram a concessão de benesses a congressistas - entre elas orçamentos maiores para suas regiões de influência e concessões de cargos.

Se aprovado nesta terça pela Câmara de Representantes, deverá passar ainda para a análise da Corte Constitucional.

O trâmite do referendo também abriu brecha entre Uribe e a hierarquia da Igreja Católica. "Dois períodos são suficientes", assinalou mês passado o cardeal e arcebispo de Bogotá, Pedro Rubiano, aliado tradicional do governo, ao pedir a Uribe que não se apresentasse a uma nova reeleição.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host