UOL Notícias Notícias
 

25/09/2009 - 22h45

Sequestradores de menina brasileira são condenados no Paraguai

ASSUNÇÃO, Paraguai, 25 Set 2009 (AFP) - Os sequestradores da menina brasileira Kaeny Agrizzi foram condenados nesta sexta-feira, no Paraguai, a penas de entre 28 e 30 anos de prisão, informaram fontes judiciais em Assunção.

O paraguaio Flaminio Acosta foi sentenciado a 30 anos de detenção, e seus compatriotas Agustín Báez e Ovidio Ramírez pegaram 28 anos de cadeia.

Kaeny, filha do empresário brasileiro Pedro Anselmo Agrizzi, foi sequestrada em Foz do Iguaçu em maio de 2007, quando tinha apenas 9 anos. Quatro dias após o crime, a polícia libertou a menina e deteve os três sequestradores, no território paraguaio.

Pedro Agrizzi é proprietário de lojas de informática em Ciudad del Este (330 km a leste de Assunção), mas reside em Foz de Iguaçu.

O líder do sequestro, o brasileiro Valdecir Pinheiro dos Santos, foi morto pela polícia paraguaia em um tiroteio na chamada Tríplice Fronteira, entre Brasil, Paraguai e Argentina, em 2008.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host