UOL Notícias Notícias
 
05/12/2009 - 15h19

Londres expulsará espiã russa que era assistente de deputado britânico

LONDRES, 5 dez 2010 (AFP) -Uma jovem russa, assistente de um deputado britânico, vai ser expulsa da Grã-Bretanha sob suspeita de ser espiã de Moscou, informou neste domingo o jornal Sunday Times.

O MI5, os serviços de segurança e contraespionagem britânicos, acredita que Katia Zatuliveter, de 25 anos, assistente de Mike Hancock, deputado liberal democrata da câmara dos Comuns, é, na realidade, uma agente que opera para os serviços de inteligência russos.

Esta prisão deve ser a primeira desde o fim da Guerra Fria que envolve uma pessoa dentro do Parlamento britânico acusada de realizar atividades de espionagem para a Rússia.

Segundo o Sunday Times, o MI5 acha que esta a mulher, considerada muito atraente, se aproximou deliberadamente de Mike Hancock, de 64 anos, que é um político pró-russo. O deputado negou as acusações.

"Ela não é uma espiã russa", afirmou Hancock à agência de notícias Press Association.

Katia Zatuliveter, que foi alvo de uma profunda investigação antes de ser aceita como assistente do deputado, foi detida na semana pasasda e levada para um centro de segurança, onde espera a ordem de expulsão.

A expulsão de Zatuliveter poderá afetar novamente as relações diplomáticas entre Grã-Bretanha e Rússia, já abaladas pela morte por envenenamento do dissidente rusos Alexander Litvinenko em Londres, em 2006.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host