UOL Notícias Notícias
 

09/12/2009 - 11h56

Grã-Bretanha vai taxar bancos que pagam bônus acima de 25.000 libras

LONDRES, 9 dez 2009 (AFP) - O ministro britânico das Finanças, Alistair Darling, anunciou nesta quarta-feira a criação de uma taxa temporária sobre os bônus, que deve afetar os bancos que pagarem a seus funcionários gratificações superiores a 25.000 libras (40.800 dólares) entre este mês e abril.

A taxa será de 50% da quantia das bonificações, e deve proporcionar ao fisco 550 milhões de libras (US$ 900 milhões), segundo Darling.

"Esta taxa temporária será aplicada a todos os bancos que operam no Reino Unido", completou o ministro ao presentar as linhas gerais do projeto de orçamento para 2010/2011 no Parlamento.

Darling explicou que o dinheiro arrecadado servirá para financiar as ajudas para a retomada do emprego.

A imprensa britânica já havia antecipado a intenção do governo britânico de criar um superimposto visando especificamente as bonificações dos banqueiros em seu orçamento 2010/11.

A BBC indicou, por sua parte, que esse imposto pode não apenas taxas os bancos britânicos, como também os estrangeiros instalados em Londres.

Faltando alguns meses para as eleições legislativas, um imposto desse tipo seria popular, em um país muito descontente com os bancos, que parecem ter voltado à cultura dos bônuss gigantes sem nenhuma consideração pelos milhões de libras injetados no sistema bancário para impedir que afundasse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host