UOL Notícias Notícias
 

09/12/2009 - 11h00

Noruegueses criticam 'descortesia' de Obama por cancelar agenda do Nobel

OSLO, 9 dez 2009 (AFP) - A maioria dos noruegueses considera uma falta de cortesia a decisão de Barack Obama de reduzir o programa oficial previsto esta semana em Oslo para a entrega do Prêmio Nobel da Paz, segundo revela uma pesquisa publicada nesta quarta-feira pelo jornal norueguês Verdens Gang (VG).

Obama, que receberá o Nobel da Paz nesta quinta-feira, reduziu ao mínimo sua participação nas celebrações previstas.

O presidente americano, que enfrenta duas guerras, no Afeganistão e Iraque, e as consequências da crise econômica em seu país, desistiu de almoçar com o rei da Noruega, de participar numa coletiva de imprensa e de participar no concerto do Nobel.

Segundo a pesquisa realizada pelo Instituto InFact, 44% das 1.000 pessoas entrevistadas consideram uma falta de cortesia por parte de Obama pelo fato de não compartilhar da mesa com o soberano norueguês e 34% acham o contrário.

Mais da metade (53%) dos entrevistados também consideram falta de cortesia o fato de Obama não ir ao concerto em homenagem ao premiado, que será realizado na sexta-feira, ao passo de 27% pensam o contrário.

Obama deve chegar a Oslo na quinta pela manhã e ir embora na sexta, também pela manhã. Ele ficará apenas um dia na capital norueguesa, apesar de o programa oficial do Nobel se estender no geral por três dias.

"Por trás dessa decisão se esconde uma avaliação friamente calculada e estratégica da 'realpolitik'", estimou o especialista em relações públicas Kjell Terje Ringdal, citado pelo VG.

"É inteligente por parte dele, já que ele quer manter uma atitude discreta e evitar que a medalha do Nobel brilhe em demasia", analisou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host