UOL Notícias Notícias
 
09/12/2009 - 19h22

Perseguido por corrupção, ex-primeiro-ministro croata deixa o país

ZAGREB, 9 dez 2010 (AFP) -O Parlamento croata, a pedido do Ministério Público, suspendeu nesta quinta-feira a imunidade do ex-primeiro-ministro Ivo Sanader por uma acusação de "abuso de poder"; segundo o ministério do Interior, Sanader acaba de deixar o país.

A decisão unânime do Parlamento, reunido em sessão plenária nesta quinta, abre agora o caminho para a "interpelação e detenção" do ex-primeiro-ministro, perseguido pela justiça por várias acusações de corrupção, de acordo com uma fonte oficial.

O ministério do Interior indicou, no entanto, que Sanader abandonou o país nesta quinta-feira, antes de saber sobre a decisão parlamentar. No momento em que ele cruzou a fronteira para a Eslovênia, "a polícia não tinha nenhuma razão jurídica para impedi-lo", afirmou em um comunicado.

As suspeitas de corrupção do chefe do governo croata entre 2003 e julho de 2009, momento em que apresentou sua demissão, aumentaram quando um de seus colaboradores mais próximos foi detido, acusado de ter obrigado empresas públicas a contratar uma determinada agência de publicidade local por ordem de Sanader.

De acordo com a imprensa croata, a agência faturou milhões de euros graças a contratos "fantasma", e parte do dinheiro teria sido usado para financiar o partido político de Sanader.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host