UOL Notícias Notícias
 
10/12/2009 - 19h24

WikiLeaks: atacados sites da promotoria e da polícia holandesas

HAIA, 10 dez 2010 (AFP) -As páginas na internet da polícia e da promotoria holandesas foram vítimas, esta sexta-feira, de ataques "provavelmente" relacionados com a detenção de um adolescente partidário do site WikiLeaks, anunciaram a polícia e a promotoria.

"Os dois sites foram vítimas de ataques por recusa de serviços" (DDoS), saturando o servidor ao multiplicar as conexões e as demandas, informou à AFP o porta-voz da polícia, Rom Looije, detalhando que não foi possível acessar estas páginas ou que só se conseguiu fazê-lo com dificuldades.

"O ataque tem, provavelmente, relação com a detenção de um jovem de 16 anos", declarou, por sua vez, a promotoria em um comunicado, destacando que seu portal contém "informações sensíveis".

Um grupo anônimo, com o nome de usuário "AnonTarget", reivindicou no microblog Twitter um ataque informático contra estas páginas na internet, "em resposta à detenção de um militante de 16 anos", constatou um jornalista da AFP.

O adolescente, detido na madrugada de quinta-feira em Haia, confessou ter participado de ciberataques realizados por simpatizantes do WikiLeaks contra empresas de pagamento com cartões de crédito, como Visa e Mastercard, que deixaram de prestar seus serviços financeiros ao WikiLeaks, portal especializado na publicação de documentos confindenciais.

A difusão, pelo WikiLeaks, de milhares de despachos diplomáticos americanos, provocou uma tormenta política e diplomática em todo o mundo.

Seu fundador, o australiano Julian Assange, está detido desde terça-feira em Londres, em virtude da ordem de prisão internacional lançada pelas autoridades suecas por um suposto caso de estupro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host