UOL Notícias Notícias
 
17/12/2009 - 11h23

França condena de 15 anos a perpétua militares da ditadura chilena

PARIS, 17 dez 2010 (AFP) -A justiça francesa condenou nesta sexta-feira a penas que vão dos 15 anos à prisão perpétua 12 militares e um civil chilenos e um militar argentino pelo desaparecimento de quatro franceses durante a ditadura de Augusto Pinochet (1973-90).

O promotor francês Pierre Kramer havia pedido de 15 a 20 anos de prisão para para Manuel Contreras, Pedro Espinoza Bravo e para o militar argentino José Osvaldo Riveiro.

Para os outros 11 acusados pediu 15 anos de prisão por seu papel no sequestro e desaparecimento dos franceses George Klein, Etienne Pesle, Alphonse Chanfreau e Jean Yves Claudet entre 1973 e 1975.

O julgamento foi iniciado em 8 de dezembro passado na presença de dezenas familiares, em particular os filhos dos quatro desaparecidos, de ex-companheiros de trabalho e de especialistas em direito que chegaram do Chile, Espanha e França.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h30

    0,26
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h33

    -0,49
    63.771,17
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host