UOL Notícias Notícias
 
18/12/2009 - 10h08

Gbagbo pede saída de missão da ONU e soldados franceses

ABIDJAN, 18 dez 2010 (AFP) -Laurent Gbagbo, um dos dois presidentes proclamados da Costa do Marfim, pediu neste sábado a saída da Missão da ONU no país (ONUCI) e das forças militares francesas, segundo um comunicado de seu governo lido na televisão estatal.

"O presidente da República da Costa do Marfim acaba de pedir a saída imediata do território marfinense da ONUCI e das tropas francesas que a apóiam", afirma o texto lido pela porta-voz do governo de Gbagbo, Jacqueline Lohoues-Oble.

Gbabgo está sob pressão internacional e das ruas para ceder o poder ao outro presidente proclamado, Alassane Ouattara, e normalizar a situação de um país com "dois presidentes".

Estados Unidos, União Europeia (UE) e França exigiram que Gbabgo, no poder há 10 anos, reconheça a derrota para Alassane Ouattara no segundo turno presidencial de 28 de novembro.

Gbagbo chegou ao poder em outubro de 2000, após eleições polêmicas neste país de 21,1 milhões de habitantes, o maior produtor mundial de cacau.

Depois de uma tentativa frustrada de golpe de Estado em setembro de 2002, o país se dividiu entre o sul leal ao presidente e o norte, comandado pela rebelião.

Gbagbo permaneceu no poder apesar do fim de seu mandato em 2005. As eleições presidenciais foram adiadas seis vezes, até a celebração do primeiro turno em 31 de outubro e do segundo turno em 28 de novembro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h50

    -0,95
    3,151
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h53

    0,47
    70.338,52
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host