UOL Notícias Notícias
 

18/12/2009 - 20h32

Obama: acordo em Copenhague é 'significativo' mas 'insuficiente'

COPENHAGUE, 18 dez 2009 (AFP) - O compromisso político obtido pelos chefes de Estado na Cúpula de Copenhague é "significativo" mas "insuficiente", e não será legalmente vinculante, disse na noite desta sexta-feira o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

"Não é suficiente para combater a ameaça da mudança climática, mas é um primeiro passo importante", declarou à imprensa o prêmio Nobel da Paz, antes de abandonar a capital dinamarquesa.

Segundo Obama, um acordo vinculante será "muito difícil" e exigirá tempo.

Momentos antes, um alto funcionário americano estimou que havia um acordo "significativo" sobre o clima em Copenhague, embora ainda não suficiente para combater a ameaça do aquecimento global.

De acordo com o funcionário, que pediu para não ser identificado, Obama conseguiu alcançar um acordo depois de negociações com líderes dos emergentes Brasil, China, Índia e África do Sul, além de potências europeias.

O funcionário revelou que os países desenvolvidos e as importantes nações em desenvolvimento concordaram em limitar o aquecimento global em 2°C.

Segundo o funcionário, os dirigentes também acertaram elaborar um mecanismo para que os países ricos financiem as nações em desenvolvimento para deter suas emissões de CO2 e para enfrentar o impacto do aquecimento.

Fontes diplomáticas consultadas pela AFP informaram que os países industrializados decidiram adiar, até janeiro de 2010, a adoção de seus compromissos de redução de emissões de gases do efeito estufa para 2020, com base no novo acordo de combate ao aquecimento global.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host