Tráfego ferroviário sob Canal da Mancha continua suspenso pelo mau tempo

Da AFP Em Paris

O tráfego do Eurostar, o trem entre Paris e Londres que viaja pelo túnel sob o Canal da Mancha, continuará suspenso até domingo devido ao mau tempo, informou a companhia depois que mais de dois mil passageiros passaram a noite em vagões bloqueados no túnel.

"O serviço está suspenso durante todo o dia de sábado devido às condições meteorológicas difíceis", declarou Nicolas Petrovic, diretor-geral adjunto do Eurostar.

Ele informou ainda que dois terços dos 2.000 passageiros bloqueados no túnel já chegaram a Londres.
  • Tim Ireland/AP

    Passageiras enfrentam atrasos nos trens na estação de St. Pancras, em Londres



Trens de passageiros ficaram bloqueados no túnel sob o Canal da Mancha pela onda de frio que atinge a região. A diferença de temperatura entre o frio ao ar livre e o calor no túnel sob o canal paralisaram as operações.

Na véspera, uma nevasca que afeta grande parte da Europa causou pertubações no tráfego aéreo do Reino Unido, França e Bélgica, bloqueando centenas de viajantes no início das férias de Natal.

No Reino Unido, a neve atingiu até 12 centímetros nas regiões sul e leste da Inglaterra.

As pistas de Gatwick e Luton, que durante a noite estavam impraticáveis devido à neve e ao gelo, foram reabertas pela manhã. O aeroporto de Heathrow, um dos maiores da Europa, permaneceu aberto, mas ainda registrava atrasos.

Dezenas de motoristas tiveram que passar a noite em seus carros no condado de Kent (sudeste), onde várias pistas e estradas foram interrompidas.

Na França, a neve também alterou o tráfego dos principais aeroportos parisienses, e direção da aviação civil pediu às companhias que modificam 30% de seus voos previstos com origem ou destino a Roissy Charles de Gaulle.

Na Bélgica, quase 100 voos tiveram de ser cancelados por causa da neve no aeroporto de Bruxelas.

Na Suíça e na Alemanha, dois países mais acostumados às inclemências do inverno, os termômetros chegarama -32 e -15 graus centígrados, respectivamente, mas as nevascas ainda não provocaram muitos prejuízos.

A Grécia, por fim, anunciou que a rodovia que cruza o país de norte a sul entre Salônica e Atenas, principal eixo rodoviário do país, ficará interrompoida durante várias semanas por 400 km ao norte de Atenas devido a um desprendimento provocado pelas violentas precipitações que se abateram esta semana sobre a região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos