UOL Notícias Notícias
 

21/12/2009 - 16h39

Frio faz mais de 80 mortos e paralisa a Europa às vésperas do Natal

PARIS, França, 20 dez 2009 (AFP) - Milhares de europeus ficaram bloqueados em trens, estações, estradas e aeroportos neste domingo em decorrência da neve e da onda de frio que assola o continente e já provocou mais de 80 mortes, em maioria de pessoas desabrigadas. A situação está sendo considerada caótica, com o tráfego de trens Eurostar suspenso, vôos anulados ou atrasados e estradas impedidas.

A temperatura atingiu 33,6 graus negativos na madrugada de sábado na Baviera (sul da Alemanha), que registrou seis mortos, um deles em Mannheim, sudoeste do país; 42 pessoas morreram de frio na Polônia e 27 na Ucrânia. Na França, onde a madrugada deste domingo foi uma das mais frias do ano, com -24ºC no leste do país, um desempregado de 36 anos foi encontrado morto em seu trailer perto de Arras (norte), assim como um desabrigado polonês em Marselha (sul) e um outro homem, vítima de hipotermia.

Três pessoas foram encontradas mortas no sudeste da Áustria.

Em Zagreb, 50 pessoas ficaram feridas nesta segunda-feira, quando um trem de passageiros se chocou contra um muro de cimento ao entrar na estação; o sistema de freios não funcionou corretamente, devido a uma temperatura de menos 17 graus.

Perto de Paris, o acidente com um carro, dirigido por um homem em estado de embriaguês, provocou a queda de um bloco de cimento na via férrea, acarretando o descarrilamento de um trem. Trinta e seis pessoas ficaram feridas.

A companhia responsável pelo Eurostar informou que o serviço do trem continuará suspenso pelo terceiro dia e não funcionará nesta segunda-feira por causa das baixas temperaturas.

A companhia também não deu garantias de que o serviço de ligação de alta velocidade entre Londres e Paris será retomado normalmente na terça-feira.

"Sinceramente lamentamos ter que tomar esta decisão e entendemos a frustração decepção dos passageiros", afirma a companhia em um comunicado.

Além de repor a passagem, a companhia se comprometeu em pagar indenizações pelas inconveniências causadas pela suspensão das viagens aos passageiros.

Os trens estão bloqueados pela onda de frio que atinge a região. A diferença de temperatura entre o frio ao ar livre e o calor no túnel sob o canal paralisaram as operações.

Segundo a Eurostar, 24.000 pessoas estão atualmente bloqueadas dos dois lados do Canal da Mancha.

Os demais trens de alta velocidade (TGV, sigla em francês) da França circulavam a 220 km/h na manhã deste domingo, em vez dos mais de 300 km/h habituais. O tráfego ferroviário continuava muito perturbado no norte da França, na Bélgica, na Holanda e na Áustria.

Os aeroportos de Bruxelas, Charleroi e Liège, na Bélgica, pararam de funcionar por causa da neve.

No Reino Unido, a operadora BAA alertou para o risco de atrasos e cancelamentos em Heathrow, o maior aeroporto do país. O de Manchester (norte da Inglaterra), anunciou seu fechamento no fim da manhã.

Em Paris, no aeroporto internacional de Roissy-Charles-de-Gaulle, 40% dos voos previstos na manhã deste domingo haviam sido cancelados preventivamente no sábado, assim como 20% dos voos previstos para a tarde.

O frio e a neve também atingiram o sul da Europa. Várias regiões do norte e do centro de Portugal foram colocadas em estado de alerta neste domingo, e o tráfego aéreo continuava muito perturbado no aeroporto internacional de Madeira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host