UOL Notícias Notícias
 

21/12/2009 - 06h32

Líder dissidente chinês será julgado na quarta-feira

PEQUIM, 21 dez 2009 (AFP) - O líder dissidente chinês Liu Xiaobo será julgado na quarta-feira por acusações de subversão, informou sua esposa, mais de um ano depois da prisão pela publicação de um pedido por democracia.

"Será julgado na quarta-feira. Não tenho nenhuma esperança. Nem posso assistir o julgamento", declarou Liu Xia à AFP por telefone.

Liu Xiaobo, escritor e ex-professor de 53 anos - detido após o movimento democrático da Praça da Paz Celestial (Tiananmen) em 1989 - foi preso novamente em 8 de dezembro de 2008, uma semana depois da publicação na internet da "Carta 08", para a qual contribuiu com um pedido de respeito aos direitos humanos e à liberdade de expressão.

O caso será julgado pelo tribunal intermediário número um de Pequim, informou na semana passada a rede China Human Rights Defenders (CHRD).

A organização afirmou ainda que os advogados de Liu não tiveram acesso ao cliente depois do indiciamento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host