UOL Notícias Notícias
 
22/12/2009 - 12h33

UE adota oficialmente proibição de vistos a Gbabgo e 18 colaboradores

BRUXELAS, 22 dez 2010 (AFP) -A União Europeia adotou nesta quarta-feira oficialmente a proibição de conceder visto de entrada no continente para o presidente marfinense autoproclamado, Laurent Gbagbo, e 18 de seus colaboradores, e estuda ampliar em breve a lista.

Estas sanções já havia sido acertadas na segunda-feira, mas sua entrada em vigor, requeria a aprovação dos 27 governos da União Europeia (UE).

Está previsto que a próxima etapa seja o congelamento de bens das pessoas já afetadas pela proibição de vistos.

Entre elas, além de Gbagbo, se encontram suas duas esposas, Simone e Nadiana, assim como Desiré Tagro, secretário-geral da presidência, e Pierre Brou Amessan, diretor da rádio-televisão pública.

Mas os embaixadores dos 27 em Bruxelas começaram a discutir na terça-feira a a possibilidade de ampliar a lista, indicaram fontes diplomáticas.

Depois das polêmicas eleições presidenciais de 28 de novembro na Costa do Marfim, a Europa e o conjunto da comunidade internacional reconhecem como presidente legítimo Alassane Ouattara, enquanto Gbagbo continua aferrado ao poder.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    0,12
    3,161
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host