UOL Notícias Notícias
 

07/01/2010 - 10h49

Suíça decidirá até fevereiro sobre extradição de Polanski

GENEBRA, 7 Jan 2010 (AFP) - A Suíça pode anunciar em janeiro ou apenas em fevereiro sua decisão sobre a extradição ou não para os Estados Unidos do cineasta franco-polonês Roman Polanski, que está em prisão domiciliar em Gstaad, anunciou o ministério da Justiça suíço.

"Estamos preparando nossa decisão", declarou à AFP Folco Galli, porta-voz do Escritório Federal (ministério) da Justiça.

"Pode ser em janeiro, pode ser também em fevereiro, não desejo revelar detalhes a respeito", acrescentou.

Galli se negou a explicar se as autoridades suíças aguardariam a decisão de um juiz de Los Angeles (EUA), que em 22 de janeiro anunciará se o cineasta pode ser julgado à revelia.

Os advogados de Polanski pediram na quarta-feira à justiça americana que o cliente seja julgado sem estar presente no tribunal.

Polanski, 76 anos, foi detido em 26 de setembro ao desembarcar em Zurique para participar em um festival de cinema, em cumprimento a uma ordem de prisão emitida pela justiça dos Estados Unidos, onde é acusado de ter mantido "relações sexuais ilegais" com uma menor em 1977.

Encarcerado durante dois meses, foi liberado e colocado em prisão domiciliar na residência que possui em Gstaad (Alpes suíços) em 4 de dezembro, após o pagamento de uma fiança de três milhões de euros, à espera da decisão sobre a extradição.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h59

    0,10
    3,280
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h03

    1,57
    62.640,60
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host