UOL Notícias Notícias
 

08/01/2010 - 14h14

Presidente do BC argentino contesta sua demissão na justiça

BUENOS AIRES, 8 Jan 2010 (AFP) - O titular destituído do Banco Central da Argentina, Martín Redrado, entrou com um recurso na justiça nesta sexta-feira para obter a anulação do decreto da presidente Cristina Kirchner que o afastava do cargo. A informação foi dada à imprensa por seu advogado, o jurista Gregorio Badeni à saída do tribunal portenho. "Sim", declarou Badeni no Palácio de Justiça aos jornalistas que lhe perguntavam se havia entrado com uma ação para anular a demissão de Redrado, recusando-se a fazer outras declarações. A presidente Cristina Kirchner abriu quinta-feira uma nova crise institucional no país ao afastar Redrado, por decreto, alegando "não cumprimento de seus deveres", apesar do estatuto de independência desta instituição. A decisão da presidente foi condenada por juristas. Cristina Kirchner reprovava Redrado de demorar a pôr à disposição do executivo 6,5 bilhões de dólares retirados das reservas monetárias do país para pagar a dívida pública em 2010. Redrado queria, primeiro, examinar todas as consequências jurídicas de uma tal decisão sobre o Banco Central da República Argentina. Nesta sexta-feira, em Buenos Aires, a juíza de Litígios da Administração Federal, María José Sarmiento, também anulou um decreto presidencial que dispunha sobre o uso de reservas monetárias do país para o pagamento da dívida pública sob a alegação de necessidade e urgência, segundo o Centro de Informação Judiciária, um órgão oficial da Justiça. "Trata-se de medida de precaução", precisou a fonte, ou "uma resolução provisória enquanto se espera que a justiça se pronuncie sobre o mérito", explicou a magistrada. A medida poderá permitir à oposição organizar sua resposta no Congresso, onde o partido peronista da presidente perdeu a maioria nas legislativas de junho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host