UOL Notícias Notícias
 

11/01/2010 - 07h00

Coreia do Norte propõe discussões sobre tratado de paz na Península

SEUL, 11 Jan 2010 (AFP) - A Coreia do Norte defendeu nesta segunda-feira conversações sobre um tratado de paz permanente para substituir o armistício que deu fim à Guerra da Coreia (1950-53), e propôs o reinício, sob condições, das negociações sobre o fim de seu programa nuclear.

O pedido de diálogo, procedente do ministério norte-coreano das Relações Exteriores e divulgado pela imprensa oficial, aconteceu um mês depois da visita a Pyongyang do enviado americano Stephen Bosworth.

A Guerra da Coreia terminou com um armistício, mas sem tratado de paz, o que deixa tecnicamente a Península Coreana em estado de guerra.

A assinatura de um tratado de paz entre as duas Coreias requer ainda as assinaturas dos Estados Unidos e da China, países que participaram no conflito.

Por ocasião do Ano Novo, o governo da Coreia do Norte defendeu o fim das relações hostis com os Estados Unidos, em um texto publicado pela imprensa oficial.

O governo americano considerou que Pyongyang deveria demonstrar boa fé retornando às negociações multilaterais (China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Japão, EUA e Rússia) sobre seu programa nuclear.

Nesta segunda-feira, o regime comunista manifestou disposição para retomar as discussões, mas desde que as sanções contra o país sejam suspensas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h30

    -0,21
    3,166
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h32

    0,17
    68.468,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host