UOL Notícias Notícias
 

14/01/2010 - 22h40

Atletas dos EUA ajudam o Haiti

De Lance Armstrong e David Ortiz aos Yankees de Nova York passando pelas Grandes Ligas de beisebol - todos os setores do desporte americano decidiram estender as mãos às vítimas do terremoto que devastou o Haiti.

Vários atletas americanos de origem haitiana se viram afetados diretamente pela tragédia, por possuírem familiares e amigos na ilha, em especial Pierre Garçon, do Indianápolis Colts da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL), e Samuel Dalembert, do Filadelfia 76ers da NBA.

Garçon, que se prepara para os playoffs deste final de semana contra o Baltimore, recebeu nesta quinta-feira uma boa notícia ao saber que seus parentes haviam sobrevivido à tragédia no país caribenho.

"No entanto, há muita gente desaparecida", lembrou Garçon, que arrecadou 10.000 dólares entre seus companheiros a título de ajuda às vítimas.

Bud Selig, delegado das Grandes Ligas de beisbeol, anunciou que as 30 equipes desta organização contribuíram com um milhão de dólares aos esforços de ajuda empreendidos pela UNICEF.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host