UOL Notícias Notícias
 

14/01/2010 - 08h58

Governo do Iêmen promete erradicar a Al-Qaeda

As autoridades do Iêmen pretendem erradicar a Al-Qaeda do país, afirma um comunicado publicado nesta quinta-feira no site do ministério da Defesa, que pede o apoio da população à luta contra a rede terrorista.

"O Iêmen está determinado a erradicar a Al-Qaeda de seu território e as operações continuarão intensivamente para impedir que seus elementos recuperem as forças", afirma o texto.

O comunicado também adverte a população contra qualquer tentativa de esconder elementos da Al-Qaeda pede cooperação com os serviços de segurança, informando sobre a presença de membros do grupo.

"A guerra dos serviços de segurança contra os elementos da Al-Qaeda é uma guerra aberta que acontecerá nos locais onde eles estiverem", afirma a nota oficial.

Na quarta-feira, o governo iemenita anunciou que matou Abadallah Mehdar, líder da Al-Qaeda no leste do Iêmen, onde estariam refugiados os principais dirigentes da rede de Osama Bin Laden.

Também nesta quinta-feira, os ulemás (clérigos muçulmanos) do Iêmen ameaçaram convocar a jihad (guerra santa) no caso de "intervenção militar estrangeira".

"Se alguma parte insistir em agredir ou invadir o país, então, de acordo com o Islã, se impõe a jihad", afirma um comunicado do Conselho Iemenita dos Ulemás, divulgado em Sanaa.

A advertência foi feita em um momento no qual os analistas não descartam uma aliança militar entre Estados Unidos e o governo do Iêmen para derrotar a rede terrorista Al-Qaeda neste país do sul da Península Arábica.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host