UOL Notícias Notícias
 

15/01/2010 - 17h52

Aumenta presença humanitária internacional nas ruas do Haiti

Os contingentes de ajuda humanitária estrangeira se multiplicaram nesta sexta-feira nas ruas do Haiti, três dias depois de um terremoto devastador que reduziu a cinzas a sua capital, Porto Príncipe, constataram jornalistas da AFP.

Percorrendo a cidade, é possível observar equipes de várias nacionalidades.

Uma boa parte delas, auxiliadas por cães, picaretas e pás, tentava encontrar sobreviventes entre os escombros da cidade.

Os resgates eram trabalhosos e levavam várias horas.

Além disso, a AFP localizou equipes médicas suíças e cubanas dando assistência aos poucos funcionários de dois hospitais de Porto Príncipe, devastados pelo terremoto.

Em outra parte, efetivos brasileiros e dominicanos foram vistos com escavadeiras removendo escombros e corpos, e abrindo caminhos nas ruas completamente tomadas pelos destroços.

Cerca de 30 países participam das operações de ajuda e já estão presentes no país, segundo o Departamento de Estado norte-americano, mas as dificuldades são imensas.

A insegurança reinante e a falta de coordenação com as autoridades locais são as principais dificuldades indicadas à AFP pelas equipes de resgate.

Além disso, o aeroporto de Porto Príncipe, onde a torre de controle foi destruída pelo terremoto, está cheio de aviões procedentes de todo o mundo.

Calcula-se que cerca de 300.000 pessoas estejam desabrigadas em Porto Príncipe, após a destruição de 10% dos imóveis da capital pela catástrofe, segundo a ONU.

O mundo inteiro anunciou ajudas milionárias para este pobre e castigado país caribenho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host