UOL Notícias Notícias
 

16/01/2010 - 09h22

Exército americano teve 160 suicídios em 2009

Pelo menos 160 militares do Exército dos Estados Unidos cometeram suicídio em 2009, situação que o Pentágono qualificou de "ano cruel" e que representa um recorde.

"Não há nenhuma dúvida de que 2009 foi um ano cruel para o Exército em termos de suicídios", declarou o coronel Christopher Philbrick, que integra um grupo que tenta prevenir e evitar os suicídios de militares.

Comandantes do Exército já haviam alertado que o número de suicídios poderia superar os 140 de 2008, mas as causas do fenômeno permanece obscuras.

Dos 160 suicídios, 10 aconteceram em dezembro.

Os soldados muitas vezes enfrentam situações duras em áreas de conflito como Iraque ou Afeganistão. Os militares citam o estresse gerado pelos combates e as frequentes trovas no campo de batalha para explicar a depressão e os problemas conjugais que padecem.

Mas os suicídios não podem ser explicados apenas pela experiência traumatizante dos combates: quase um terço dos soldados que cometeram suicídio jamais participaram em missões no Iraque ou Afeganistão.

O Exército tenta solucionar o problema recrutando centenas de especialistas em saúde mental.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h03

    -0,66
    75.503,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host