UOL Notícias Notícias
 

16/01/2010 - 09h15

Iêmen confirma morte de líder militar da Al-Qaeda

O ministério do Interior do Iêmen confirmou neste sábado a morte do comandante militar da Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), Qassem Al Rimi, e de cinco de seus auxiliares, em um ataque aéreo no norte do país.

Em um comunicado, o ministério identifica cinco dos seis homens mortos e publica fotos de quatro deles, incluindo um egípcio.

Além de Qassem Al Rimi, no ataque morreram Ammar al Waili, Saleh al Tais, Ayedh al Chabwani e o egípcio Ibrahim Mohamed Saleh al Banna. O sexto morto ainda não foi identificado.

O ataque, que aconteceu na sexta-feira em uma colina de Al Agacher, na região desértica de Hab al Chaaf, entre as províncias de Al Jawf e de Saada (norte), teve como alvo um grupo de oito membros da Al-Qaeda. Dois deles sobreviveram e conseguiram fugir, segundo as autoridades.

O egípcio morto, identificado na véspera como Abu Aymen Al Masri (um de seus codinomes), é um teórico da AQPA.

Al Rimi era um dos 23 membros da Al-Qaeda que em fevereiro de 2006 escaparam da prisão de segurança máxima do estado de Sanaa.

Ele era considerado o principal nome da maioria das operações da Al-Qaeda no Iêmen.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host