UOL Notícias Notícias
 

17/01/2010 - 14h03

Fidel Castro pede ajuda ao Haiti sem chauvinismo nem interesse mesquinho

O líder cubano Fidel Castro afirmou que o Haiti será a prova de fogo do real espírito da cooperação mundial, sem que apareçam o egoísmo, chauvinismo e os interesses mesquinhos, segundo um artigo publicado neste domingo.

"No Haiti será colocada à prova quanto pode durar o espírito de cooperação, antes que o egoísmo, o chauvinismo, os intereses mesquinhos e o desprezo por outras nações prevaleçam", escreveu em seu segundo artigo sobre a tragédia no Haiti.

Para Fidel, o terremoto de Porto Príncipe recorda "quão egoístas e autossuficientes nos comportamos" na reunião sobre mudanças climáticas de Copenhague em dezembro, ao não obter um acordo sobre "o grave problema que ameaça toda a humanidade".

"O Haiti poderia se transformar em um exemplo do que a humanidade pode fazer por si mesma. A possibilidade e os meios existem, mas a vontade falta", completou o líder comunista, de 83 anos, que se afastou do governo em 2006 por motivos de saúde.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    0,11
    3,269
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h41

    -0,59
    63.705,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host