UOL Notícias Notícias
 

21/01/2010 - 18h19

Lobo recebe credencial como próximo presidente de Honduras

O presidente eleito de Honduras, Porfírio Lobo, que prometeu conceder salvo-conduto a Manuel Zelaya para sair do país, recebeu nesta quinta-feira do Tribunal Supremo Eleitoral sua credencial como próximo governante de Honduras, em uma cerimônia pública.

O Tribunal entregou as credenciais a Lobo, a três vice-presidentes, a 128 deputados titulares e 128 suplentes, e a 20 representantes do Parlamento, assim como aos prefeitos de 298 municípios.

Todos eles foram eleitos no pleito de 29 de novembro, realizado sob o regime de Roberto Micheletti, não sendo reconhecidos pela maior parte da comunidade internacional.

Micheletti governa desde o golpe de Estado de 28 de junho de 2009 quando derrubou Zelaya.

Lobo informou que o deputado Juan Orlando Hernández, também do Partido Nacional (PN, de direita), será o novo presidente do Congresso no período 2010-2014, depois de escolhido por sua bancada, que domina a nova política.

Os 71 deputados do PN se reuniram na noite de quarta-feira e elegeram Hernandez entre quatro candidatos para presidente do Congresso, composto por 128 deputados de cinco partidos.

"A decisão foi tomada pela bancada, que se reuniu e tomou uma decisão unânime" sobre Hernández, disse Lobo aos jornalistas.

Lobo, que assumirá o poder na próxima quarta-feira, prometeu um governo de "unidade e reconciliação" em que irá conceder um salvo-conduto para permitir que Zelaya, que está na embaixada do Brasil há quatro meses, saia do país.

Lobo assumirá a presidência em 27 de janeiro, dia em que termina o mandato de quatro anos de Manuel Zelaya.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host