UOL Notícias Notícias
 

22/01/2010 - 16h47

Ex-funcionário do Pentágono condenado por espionar para a China

Um ex-funcionário do Pentágono foi condenado nesta sexta-feira a três anos de prisão, acusado de trabalhar como espião para a China, informou o Departamento de Justiça.

A sentença contra o tenente-coronel da Força Aérea James Wilbur Fondren será acrescida ainda por dois anos de liberdade condicional, acrescentou o Departamento de Justiça.

Segundo a promotoria, Fondren, de 62 anos, entregou "certos documentos do Departamento de Defesa e outra informação" a um cidadão taiwanês naturalizado norte-americano, Tai Shen Kuo, de novembro de 2004 a fevereiro de 2008.

"Fondren era consciente de que Kuo mantinha uma relação próxima com um oficial da República Popular da China", acrescentou o Departamento de Justiça.

Fondren, ex-subdiretor da Oficina em Washington do Comando do Pacífico, foi preso em maio e acusado de conspirar para oferecer informação classificada como secreta a um agente chinês.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host