UOL Notícias Notícias
 

23/01/2010 - 22h47

Haitiano resgatado após 11 dias diz que sobreviveu bebendo Coca-Cola

O haitiano de 25 anos resgatado neste sábado em Porto Príncipe, depois de passar 11 dias sob os escombros da loja onde trabalhava, contou à AFP que sobreviveu à base de Coca-Cola e doces.

"Sobrevivi bebendo Coca-Cola. Bebia Coca-Cola todos os dias e comi algumas coisinhas doces", contou Wismond Exantus, levado para o hospital após ter sido resgatado por uma equipe de socorristas franceses, gregos e americanos.

Ele ficou preso nas ruínas da loja Napolitain, onde trabalhava no momento do terremoto.

"Senti o tremor e perdi a consciência. Quando acordei, gritei 'Gerald, Gerald!'", disse, referindo-se a seu colega de trabalho.

Exantus ficou preso em um pequeno espaço entre os escombros, mas conseguia se mexer um pouco para os lados. Ele tentava fazer barulho com o que tinha ao alcance das mãos, para tentar chamar a atenção das equipes de socorro.

Incapaz de sair sozinho, o jovem - que, aplaudido, deixou o local consciente e conversando -, relatou: "eu não gritei, só rezei".

O irmão de Exantus, Jean-Pierre Jeaneli, disse à AFP que não conseguiu se aproximar da loja onde o irmão trabalhava, porque a polícia havia bloqueado o acesso ao prédio.

"Ajudei outras pessoas depois do terremoto. Ajudei a tirá-las dos escombros. Mas não conseguia ir à loja, porque a polícia impedia que nós fôssemos lá", reclamou.

"É um verdadeiro milagre", comemorou o tenente-coronel Christophe Renour, comandante do contingente francês que resgatou o jovem. "Esperamos que não seja o último".

"Ele estava em um oco dos escombros, onde podia se mover um pouco e podia encontrar o que o ajudou a sobreviver", explicou.

"Algo extraordinário aconteceu. Ele resistiu durante 11 dias, o que é especialmente incrível", afirmou Didier le Bret, embaixador da França no Haiti, que acompanhou o salvamento.

"Oficialmente, os trabalhos de busca e resgate terminaram ontem (sexta-feira), mas como os bombeiros são uma gente obstinada, vieram quando chamados", elogiou o diplomata francês.

Ao todo, 62 equipes de resgate estrangeiras ainda trabalham para encontrar sobreviventes na capital haitiana, onde 133 pessoas já foram salvas com vida dos escombros do terremoto.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h39

    0,32
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h46

    0,60
    74.891,81
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host