UOL Notícias Notícias
 

23/01/2010 - 10h31

Washington quer eleições "confiáveis" no Iraque, diz Biden

O governo dos Estados Unidos quer eleições legislativas "confiáveis" no Iraque, mas a forma de consegui-las é assunto dos iraquianos, disse neste sábado em Bagdá o vice-presidente americano, Joe Biden, em declarações citadas por um ministro iraquiano.

O primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, rejeitou durante suas conversas com Biden qualquer intervenção externa na controvérsia sobre a expulsão de candidatos ex-integrantes do partido Baath das eleições de 7 de março.

Biden "disse que os Estados Unidos querem eleições justas, transparentes e que possam ser consideradas confiáveis tanto pelo povo iraquiano como no exterior, mas que o meio de conseguir tais eleições é assunto nosso", afirmou à AFP o ministro das Relações Exteriores, Hoshyar Zebari.

"Os americanos estão aqui se precisarmos deles. Todos sabem que o tempo é curto e que o conflito (sobre a volta de ex-integrantes do Baath) deve ser resolvido de forma legal", acrescentou.

"Como iraquianos, não queremos nenhuma ingerência externa neste assunto", avisou por sua vez o porta-voz do governo iraquiano, Ali Dabbagh.

Biden "disse claramente que se trata de uma questão iraquiana, e que ele não deseja se intrometer neste processo legal e constitucional", acrescentou Dabbagh.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    0,12
    3,161
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host