UOL Notícias Notícias
 

24/01/2010 - 13h41

Talibãs paquistaneses matam sete "espiões dos americanos"

Talibãs mataram sete homens que acusavam de "espionar para os americanos" em uma zona tribal do noroeste do Paquistão, anunciaram neste domingo fontes policiais.

Os corpos crivados de balas de cinco homens foram encontrados na beira de uma estrada na aldeia de Kamsarobi, 30 km ao sul de Miranshah, capital do Waziristão do Norte, reduto dos talibãs paquistaneses.

"Os talibãs mataram na madrugada deste domingo cinco homens que acusavam de repassar aos americanos informações para conduzir ataques com aviões sem pilotos", declarou à AFP Mehboob Shah, um oficial da polícia local.

"Uma nota encontrada junto com os corpos dizia que as vítimas espionavam os talibãs, e que qualquer pessoa que fizesse o mesmo morreria da mesma maneira", acrescentou.

O corpo de um sexto homem foi descoberto na aldeia de Qutabkhel, 5 km ao sul de Miranshah, com uma nota semelhante, prosseguiu Shah.

Um sétimo corpo, sobre o qual havia a mesma nota, foi encontrado perto da cidade de Mir Ali, 30 km a leste de Miranshah, informou Qayyum Khan, outro oficial de polícia.

Na zona tribal de Khyber, vizinha do Waziristão do Norte, um soldado das forças paramilitares foi morto e outros quatro ficaram feridos neste domingo quando "um foguete disparado por combatentes islâmicos atingiu o comboio onde estavam" perto da aldeia de Malik Deenkhel, informou à AFP uma importante autoridade regional, Shafirullah Khan.

Três talibãs, entre eles Gul Hakim, um "importante líder local", morreram em seguida na operação de represálias, anunciaram as tropas paramilitares em comunicado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host