UOL Notícias Notícias
 

03/02/2010 - 16h59

Primeiro-ministro norte-irlandês afirma que foi inocentado em caso de adultério de sua esposa

O chefe do governo regional da Irlanda do Norte, Peter Robinson, foi eximido de culpa na investigação sobre sua conduta em um escândalo provocado por uma relação extraconjugal de sua esposa com um adolescente, anunciou nesta quarta-feira seu gabinete.

"Atuei corretamente em todos os momentos, e no cumprimento de todas as minhas obrigações públicas", declarou Robinson em um comunicado em que anuncia que voltará a assumir seu cargo, ao qual renunciou temporariamente em 11 de janeiro, enquanto eram investigadas as acusações.

A esposa de Robinson, Iris, de 60 anos, foi acusada há alguns dias de desvio de dinheiro público em benefício de um jovem 40 anos mais novo que ela com o qual manteve uma relação extraconjugal.

A investigação se concentrou na atuação de Robinson, que sempre disse ignorar os compromissos financeiros de sua esposa, depois que sua mulher confessou para ele a relação no início de 2009.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,29
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h30

    -0,17
    74.318,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host