UOL Notícias Notícias
 

04/02/2010 - 15h16

BCE saúda a Grécia e pede mais esforços a todos

O Banco Central europeu aclamou os esforços empreendidos pela Grécia para sair da crise orçamentária e pediu esforços a outros países da moeda única, pelo bem da zona do euro.

As medidas de economia apresentadas pela Grécia são "passos na boa direção", considerou nesta quinta-feira o presidente do BCE Jean-Claude Trichet durante entrevista à imprensa.

O plano prevê uma volta do déficit público grego aos limites do Pacto de Estabilidade europeia em 2012, a menos de 3% do PIB contra cerca de 13% no ano passado. Para chegar a isso, Atenas pretende congelar salários de funcionários ou ainda aumentar a idade legal da aposentadoria.

Trichet pediu aos países não esmorecerem ante a extensão da tarefa. "Esperamos e estamos confiantes a este respeito, que a Grécia tome todas as decisões necessárias" para conseguir seus objetivos em médio prazo, acrescentou.

O francês felicitou novamente a Irlanda, que está com o orçamento em debacle, como a Espanha e Portugal, considerando "impressionantes" as medidas anunciadas por Dublin para se levantar.

Mas, principalmente, convidou o conjunto dos Estados membros a pôr suas cartas na mesa, apresentando seus planos de saneamento, para voltar a dar confiança à zona do euro.

A crise grega é considerada uma das mais sérias provas para a zona do euro desde sua criação, há onze anos.

Os ataques especulativos, focalizados até então na Grécia, arriscam a se propagar. O ministro português das Finanças Fernando Teixeira dos Santos, mostrou-se preocupado nesta quinta-feira e denunciou o comportamento "irracional" dos investidores.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host