UOL Notícias Notícias
 

06/02/2010 - 17h49

Gigantesca tempestade de neve atinge a capital dos EUA e estados vizinhos

Uma tempestade de neve, acompanhada de muito vento, alcançava a capital dos Estados Unidos e áreas próximas neste sábado, causando pelo menos dois mortos e praticamente paralisando a região.

O Serviço Meteorológico Nacional (NWS) divulgou um alerta de 24 horas para a área metropolitana de Washington-Baltimore, até as 22H00 de sábado (03H00 GMT de domingo).

Com ventos de quase 90 km por hora, a neve se acumulava em ruas e calçadas, onde chegava a mais de 60 cm, neste sábado, em meio à queda de árvores e cortes no fornecimento de energia elétrica, além de bloqueios de estradas.

Os meteorologistas advertiram os moradores para ficarem em casa, devido à previsão de nevascas que poderão alcançar um metro em algumas zonas.

"As estradas estão impraticáveis (...) o que se soma a cortes do fornecimento de energia", disse à AFP Ed McDonough da Agência de Gestão de Emergências de Maryland.

Equipes de socorro tentavam reparar os apagões, que só em Maryland deixaram 150.000 pessoas às escuras e sem calefação.

A tempestade, apelidada 'Snowpocalypse' e 'Snowmageddon' em referência a um "apocalipse de neve", se estendia dos estados de Indiana a Pensilvania a partes de Nova York e da Carolina do Norte, criando perigosas condições de viagem, assim como o cancelamento de voos nos aeroportos de Washington.

O mau tempo causou pelo menos duas mortes: um pai e seu filho foram atropelados por um caminhão numa estrada na Virgínia, quando se detiveram para ajudar um motorista em dificuldades.

Segundo os meteorologistas, a região de Washington será a mais afetada, com condições de viagem "potencialmente mortais".

O NWS prevê até 76 centímetros de neve na capital e periferia, o que superaria o recorde de 71 cm na zona, registrado em janeiro de 1992 durante a tempestade "Great Knickerbocker" - que recebeu o nome do teatro Knickerbocker de Washington, destruído pela tormeta na qual morreram 100 pessoas.

Todos os voos deste sábado foram cancelados no Aeroporto Nacional Reagan, e a maioria dos aviões permanecia em terra nos terminais internacionais de Dulles e de Baltimore-Washington.

Na noite de sexta-feira, a capital americana ficou sem o serviço de ônibus, depois que as autoridades metropolitanas de transporte consideraram as ruas "intransitáveis".

O metrô chegou a fechar 40 estações e o serviço de trens urbanos está funcionando precariamente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    -0,68
    3,151
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h47

    0,44
    68.656,89
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host