UOL Notícias Notícias
 

08/02/2010 - 22h59

Leste dos EUA se prepara para enfrentar novas nevascas

O Leste dos Estados Unidos se apressava nesta segunda-feira a limpar quantidades imensas de neve que se amontoaram durante o final de semana, antes da chegada de uma nova tempestade, prevista para esta terça-feira na capital e nos Estados vizinhos, já com funcionamento precário.

Em Washington, o governo federal manteve fechados os escritórios nesta segunda-feira e a maior parte das escolas não deverão abrir até terça-feira nos Estados vizinhos de Maryland e da Virgínia, os mais atingidos pela tespestade batizada "snowpocalypse" ou "snowmageddon".

A espessura da neve chegou a ultrapassar 1,06 metro em alguns lugares, segundo o National Weather Service (NWS).

"Uma ampla região sofreu com precipitações superiores a 63 cm de neve, da Virgínia a Maryland passando pela Pensilvânia e New Jersey.

O NWS qualifica esta tempestade de "histórica".

Na manhã desta segunda-feira, equipes de emergência tentavam limpar as estradas impraticáveis e restabelecer o fornecimento de energia elétrica em milhares de lares.

Alguns moradores ficaram também sem telefone, devido à queda de árvores nas linhas.

Para esta terça-feira, o NWS emitiu um boletim de alerta de tempestade para Washington, Maryland e uma parte da Virgínia.

Segundo Laura Southard, do centro de gestão de emergências da Virgínia, a situação seguirá complicada na região durante toda a semana. O Serviço Meteorológico Nacional emitiu uma advertência de tempestade de inverno na capital da tarde de terça até a de quarta-feira.

As autoridades advertiram sobre as perigosas condições nas estradas, transformadas em pistas de patinação após a tempestade que causou nevascas recorde de mais de um metro na Virginia, Maryland e na capital, Washington.

Dois homens foram encontrados mortos em um carro no domingo na cidade de Bladensburg, nos arredores de Washington, provavelmente por intoxicação com monóxido de carbono, indicou o jornal The Washington Post.

Essa parece também ser a causa da morte de seis pessoas encontradas sem vida no domingo em uma casa no subúrbio de Washington Oxon Hill, disse o jornal.

A maior nevasca do temporal chamado de "Snowmageddon" (apocalipse da neve), ocorreu no pequeno povoado de Colesville, no centro de Maryland, que ficou coberto por 101 cm de neve, indicou o Centro Nacional de Meteorologia.

Milhares de pessoas passaram a noite gelada de domingo para segunda-feira com velas e agasalhos, sem energia elétrica. Na noite de domingo mais de 100 mil pessoas seguiam sem eletricidade na área metropolitana de Washington.

Na capital, as autoridades anunciaram que cerca de 40 estações de metrô seguirão fechadas por mais um dia e o serviço de ônibus estará limitado às principais artérias da cidade e somente das 09 às 19H00 horas.

Os meteorologistas registraram condições recorde, com ventos de quase 90 km por hora e nevascas de até 96 cm próximos a Baltimore, Maryland.

A neve derrubou árvores e cabos de eletricidade, deixando mais de 350 mil pessoas sem energia elétrica nos estados de Maryland e Virginia.

As escolas permanecerão fechadas na segunda e terça-feira na maior parte da região.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h09

    1,36
    5,489
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h13

    -1,34
    100.801,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host