UOL Notícias Notícias
 

09/02/2010 - 07h17

Filipinas: 197 indiciados por massacre em Mindanao

Um total de 197 pessoas, entre elas um ex-aliado político da presidente Gloria Arroyo, foram indiciados por assassinato no massacre de 57 civis na ilha de Mindanao, sul das Filipinas, em novembro do ano passado.

Andal Ampatuan Sr., líder de um clã muçulmano e ex-governador da província de Maguindanao, suspeito de ter planejado a matança, está entre os indiciados.

Andal Ampatuan Jr., filho do ex-governador, indiciado por 25 assassinatos e também por ter planejado o massacre, se declarou inocente.

Cinquenta e sete pessoas, incluindo muitas mulheres e jornalistas, foram assassinadas em 23 de novembro em uma cidade de Maguindanao, em consequência de uma rivalidade política

O objetivo do ataque era impedir o registro da candidatura de um rival do clã ao cargo de governador.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h49

    -0,33
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h57

    1,57
    62.643,01
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host