UOL Notícias Notícias
 

09/02/2010 - 10h22

Tymoshenko não admite derrota

"Nunca reconhecerei a legitimidade da vitória de Yanukovich com uma eleição assim", declarou a primeira-ministra da Ucrânia, Yulia Tymoshenko, ao comentar a derrota no segundo turno da eleição presidencial de domingo, segundo site o jornal Ukrainska Pravda.

De acordo com o jornal, Tymoshenko fez a declaração em uma reunião com os deputados de seu partido, que anunciaram a intenção de apresentar vários recursos judiciais contra a eleição de Viktor Yanukovich.

Tymoshenko vai tentar anular o resultado de várias seções eleitorais e se obtiver sucesso, pretende questionar o resultado global da votação, informou a deputada Olena Chustik.

No segundo turno, o candidato de oposição Viktor Yanukovich, pró-Moscou, recebeu 48,95% dos votos, contra 45,48% para Tymoshenko, segundo os resultados quase completos divulgados pela Comissão Eleitoral.

Os observadores da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) afirmaram na segunda-feira que a eleição foi "transparente e honesta".

Já o governo dos Estados Unidos elogiou nesta terça-feira o desenvolvimento da eleição presidencial na Ucrânia em um comunicado no qual não menciona o candidato vencedor.

"Os Estados Unidos saúdam o povo ucraniano pelo desenvolvimento do segundo turno da eleição presidencial", destaca o comunicado.

"O desenvolvimento do primeiro e do segundo turno mostrou que foi dado um novo passo na consolidação da democracia ucraniana", completa o texto.

Ao contrário da União Europeia (UE), que na segunda-feira manifestou "impaciência para trabalhar com o novo presidente ucraniano", o comunicado americano não menciona Yanukovich nem faz nenhum comentário sobre as relaçõe entre Ucrânia e Estados Unidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h00

    0,32
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h03

    1,72
    63.739,97
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host