UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 19h18

Enxaqueca duplica risco de ataque cardíaco (estudo)

Pessoas que sofrem regularmente de enxaqueca têm o dobro do risco de sofrer um ataque cardíaco, segundo um estudo publicado na quarta-feira nos Estados Unidos.

Os autores da pesquisa constataram também que pacientes com exaqueca correm mais risco de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).

Segundo o estudo, pessoas que sofrem de enxaqueca também apresentam quadros de diabetes, hipertensão arterial e altas taxas de colesterol - todos estes, fatores de doenças cardiovasculares.

"Geralmente, a enxaqueca é associada a uma doença penosa, que afeta diretamente a qualidade de vida, mas munca a uma ameça ao estado de saúde geral de quem sofre com ela", destacou Richard Lipton, professor de neurologia da Faculdade de Medicina Albert Einstein da Universidade Yeshiva, em Nova York, principal autor do trabalho, publicado na revista Neurology.

A enxaqueca é mais frequente entre pessoas de 25 a 55 anos, enquanto mulheres têm três vezes mais chances de sofrer com a doença do que os homens.

A pesquisa foi realizada a partir de questionários detalhados com mais de 11.000 americanos de entre 18 e 80 anos, dos quais 6.102 padecem com enxaquecas regulares.

Os resultados indicam que pacientes com exaqueca têm duas vezes mais chances de sofrer uma crise cardíaca (4,1%) do que pessoas que não apresentam o problema (1,9%).

O estudo foi financiado pelo grupo farmacêutico Merck & Co. Inc., que produz o medicamento Maxal para o tratamento da enxaqueca (rizatriptan).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host