UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 09h38

Militares britânicos detidos nas Canárias por ataque a restaurante argentino

Seis militares britânicos permanecem detidos nas ilhas Canarias (Espanha) desde que atacaram, sábado passado, um restaurante argentino e feriram várias pessoas.

Na noite de sábado, oito militares britânicos entraram no restaurante argentino La Vaca Loca, na cidade de Costa Teguise, na ilha de Lanzarote, destruíram o estabelecimento e agrediram várias pessoas.

Antes de invadir o restaurante, os militares foram espulsos de uma área de prostituição, afirmam as vítimas em uma carta enviada ao primeiro-ministro britânico, Gordon Brown.

Seis deles foram detidos e enviados a prisão sem direito a fiança, à espera do julgamento por danos, lesões corporais e atentado a agentes oficiais, já que dois policiais foram feridos.

Os detidos são Christopher Faulkner, Darren Meek, Thomas F. Laurence, Steven Parry, Carl Mario Patrich Tyers e Craig Alec Jones. Dois conseguiram fugir.

Várias vítimas foram internadas e uma delas precisou inclusive de interveção cirúrgica no rosto. Outro foi operado na vista e um ficou com politraumatismos. Os demais ferimentos foram provocados por garrafadas, socos, chutes e cadeiradas.

Os feridos querem que Brown peça explicações ao descatamento aos quais pertencem os envolvidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host