UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 15h25

Opositor da direita lidera protesto contra Correa no Equador

O prefeito de Guayaquil e líder da oposição no Equador, o direitista Jaime Nebot, realiza agora à tarde um protesto contra o presidente socialista Rafael Correa, quem o acusa de promover o separatismo no principal porto comercial do país.

Nebot, um ex-candidato presidencial da direita que está na prefeitura de Guayaquil desde 2000, convocou uma denominada marcha "pacífica e de resistência" para exigir o repasse de 17 milhões de dólares para obras municipais, em 2010.

Guayaquil - cidade natal de Correa - "é uma rocha no caminho para esta revolução fracassada", disse Nebot. O funcionário reclama de o governo ter estabelecido em 175,4 milhões de dólares o orçamento para a cidade quando deveria ser 192 milhões de dólares.

"Começaremos a resistência nas ruas, o único espaço que nos resta, e do qual o governo ainda não se apropriou", declarou Nebot. Guayaquil (de 2,4 milhões de habitantes) é considerado o único feudo opositor.

Nebot, que critica as alianças do governo com Venezuela, Bolívia e Irã, é acusado por Correa de separatista e de integrar um eixo que impulsiona planos autonômicos na Venezuela e na Bolívia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host