UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 20h58

Presidente do Iêmen anuncia cessar-fogo com rebeldes xiitas

O chefe de Estado iemenita, Ali Abdullah Saleh, anunciou nesta quinta-feira o cessar-fogo nos combates contra os rebeldes xiitas no norte do país a partir da meia-noite de quinta-feira (21H00 GMT), que será seguido pelo chefe rebelde Abdel Malek al Huthi.

"Decidimos parar as operações militares no noroeste a partir de quinta feira à meia-noite", informou o presidente em um decreto, cuja leitura foi feita pela televisão estatal.

O presidente explicou ter tomado a decisão após a aceitação, por parte dos rebeldes zaidistas, das seis condições impostas pelo governo para o fim das hostilidades, que começaram no dia 11 de agosto na província de Saada, na fronteira com a Arábia Saudita.

O chefe da rebelião xiita no Iêmen, Abdel Malek al Huthi, ordenou aos seus homens que respeitem o cessar-fogo decretado pelo presidente Ali Abdullah Saleh, pouco antes de sua entrada em vigor nesta quinta-feira à noite.

Em um breve comunicado, o chefe dos rebeldes ordenou que os insurgentes "parem com os combates em todas as frentes na hora anunciada pelo governo".

"Quando o cessar-fogo se consolidar, as estradas serão abertas, e serão retirados os postos de controle e as barricadas", acrescentou.

Quatro comissões territoriais foram formadas para aplicar a medida na área, uma delas na fronteira com a Arábia Saudita, que entrou em combate com os rebeldes quando eles invadiram seu território.

O decreto governamental lembra as condições do governo aos rebeldes: "cumprir o cessar-fogo, abrir as estradas, retirar as minas e evacuar as partes altas", além de sair "dos edifícios públicos e não intervir no funcionamento da administração local".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host