UOL Notícias Notícias
 

15/02/2010 - 13h41

Brasil defende volta de Zelaya a Honduras e acordo com o Irã, diz Celso Amorim

O chanceler Celso Amorim disse nesta segunda-feira esperar que o ex-presidente hondurenho Manuel Zelaya, que se encontra na República Dominicana, possa voltar ao país para participar da vida política, após a posse do novo presidente, Porfirio Lobo.

"Para nós, talvez o mais importante dentro desse processo de reconciliação seja criar condições para que o ex-presidente Zelaya, que era o governante legítimo até o dia 27 (de janeiro), possa voltar e participar da vida política de Honduras", declarou Amorim nesta segunda-feira, após uma reunião entre a União Europeia (UE) e o Brasil em Madri.

O governo brasileiro não reconhece o presidente eleito de Honduras Porfirio Lobo, que ganhou as eleições de novembro, realizadas durante o governo de Michelleti que sucedeu Zelaya em junho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host