UOL Notícias Notícias
 

17/02/2010 - 06h47

Grupo desconhecido reivindica atentado na Índia

Um grupo radical até então desconhecido, que se anuncia como dissidente da organização paquistanesa Lashkar e Taiba, reivindicou o atentado de sábado passado contra um restaurante na cidade indiana de Pune, informa o jornal The Hindu.

A publicação relata que seu correspondente em Islamabad foi contactado por telefono por um interlocutor que se apresentou como porta-voz de um grupo chamado "Lashkar e Taiba al Almi" e que reivindicou o atentado com bombas que deixou 10 mortos e 60 feridos.

O interlocutor disse que o atentado foi uma resposta à recusa da Índia de abordar a questão da Caxemira em conversações com o Paquistão programadas para 25 de fevereiro.

Ele disse que ligou da região tribal paquistanesa do Waziristão e afirmou que o "Lashkar e Taiba al Almi" é uma dissidência do grupo islamita Lashkar e Taiba porque este último "recebeu ordens dos serviços de inteligência paquistaneses".

O atentado de Pune foi o primeiro ataque em território indiano desde os de Mumbai em novembro de 2008, que mataram 166 pessoas.

A Índia acusou o grupo Lashkar e Taiba de ter executado os atentados de Mumbai com a participação dos serviços de inteligência do Paquistão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host