UOL Notícias Notícias
 

19/02/2010 - 07h04

Coreia do Norte não abandonará armamento nuclear por ajuda econômica

A Coreia do Norte não abandonará a produção de armamento nuclear em troca de ajuda econômica, anunciou o órgão oficial de imprensa do regime comunista, que voltou a repetir que o governo dos Estados Unidos deve abandonar a "política hostil" em relação a Pyongyang.

"Seria um erro de julgamento, da parte da comunidade internacional, acreditar que Pyongyang abandonará as bombas atômicas em troca de uma ajuda econômica", afirmou a agência oficial norte-coreana KCNA.

"A Coreia do Norte tem desenvolvido armas atômicas para sua própria defesa e não para ameaçar ninguém ou para receber favores econômicos ou recompensas", completa um nota da KCNA.

"A menos que os Estados Unidos acabem com sua política hostil e as ameaças contra nossa república, não abandonaremos nossas armas nucleares".

Para retomar as negociações de desarmamento nuclear, Pyongyang exige que Washington se comprometa a iniciar contatos para um tratado de paz oficial na península coreana.

Pyongyang acredita que apenas Washington pode obter um tratado de paz. A Guerra da Coreia (1950-1953) terminou com um simples armistício e por isto, tecnicamente, as duas Coreias permanecem em conflito.

Os norte-coreanos exigem ainda a suspensão das sanções impostas pela ONU após os testes nucleares de Pyongyang e os disparos de mísseis.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h00

    -0,48
    3,267
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h02

    1,25
    64.018,09
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host