UOL Notícias Notícias
 

20/02/2010 - 11h24

Desabamento de minarete no Marrocos: 41 mortos e 76 feridos

Quarenta e uma pessoas morreram e 76 ficaram feridas no desabamento, durante a oração de sexta-feira, do minarete de uma mesquita de Meknes, região central do Marrocos, segundo um balanço atualizado divulgado neste sábado.

O cenário era desolador no local da tragédia, que virou uma montanha de escombros, impregnado com um forte odor.

As tarefas de resgate foram interrompidas no fim da manhã, depois que os socorristas concluíram que retiraram todas as vítimas do local. Muitos corpos foram entregues às famílias e enterrados rapidamente.

O local estava completamente cercado pelas forças de segurança. As autoridades temem ainda o desabamento de alguns muros e o acesso foi fechado.

Durante a noite, os socorristas trabalharam sob uma chuva fina e tiveram que usar as mãos diretamente, em consequência das dificuldades pelo fato do terreno ser muito estreito.

Várias organizações não governamentais participam nos esforços, ao lado do corpo de bombeiros e do serviço de proteção civil.

A catástrofe aconteceu às 12H45 locais (10H45 de Brasília), durante a grande oração na mesquita histórica de Bab Berdieyin, situada na área antiga de Meknes.

Segundo a delegação regional do Departamento de Assuntos Islâmicos, grande parte da mesquita estava construída em adobe.

As autoridades não anunciaram uma causa precisa para o desabamento, mas as suspeitas apontam para as fortes chuvas recentes.

A hipótese foi ressaltada pelo canal de TV público Al Ula.

Muitos habitantes denunciaran a passividade das autoridades locais, que não teriam dado a devida atenção ao templo, que já estava em situação ruim.

Segundo Latifa, uma jovem desempregada de 30 anos, já havia a recomendação de reforma da mezquita desde que, em um dia 2008, o rei Mohamed VI fez no local a oração de sexta-feira.

Yunes Chaker, um ativista local, afirmou à AFP que o minarete tinha uma inclinação de 10% há algum tempo, e que um estudo municipal detectou que 520 edifícios precisavam de reforma urgente, incluindo a mesquita Bab Berdieyin.

"Para onde foi o orçamento previsto para as obras?", questiona.

"As autoridades locais não ouviram os moradores. Para que servem nossos políticos?", reclama Imad Nabali, morador do bairro.

O rei determinou neste sábado a inspeção urgente e a adoção das medidas necessárias em todas as mesquitas antigas do reino, anunciou o ministério do Interior.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h10

    0,02
    3,147
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h11

    0,34
    68.951,38
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host