UOL Notícias Notícias
 

22/02/2010 - 09h40

Bruxelas quer proibir comércio internacional de atum vermelho em 2011

A Comissão Europeia defendeu nesta segunda-feira a inclusão do atum vermelho na lista de espécies ameaçadas de extinção, com o objetivo de proibir o comércio internacional deste peixe, muito apreciado pelos japoneses, já em 2011.

"Não resta outra escolha que não seja agir agora e propor a proibição do comércio internacional" do atum vermelho, declarou o comissário europeu de Meio Ambiente, Janez Potocnik.

Os 27 Estados membros da União Europeia (UE) agora precisam se pronunciar sobre a recomendação de Bruxelas. Se a aceitarem, deverá ser aprovada pela CITES, organismo afiliado à ONU encarregado de proteger as espécies ameaçadas, o que equivaleria a um veto de fato sobre o comércio internacional do atum vermelho, vítima da pesca excessiva.

Os japoneses consomem 80% do atum vermelho pescado no planeta. Nesta segunda-feira, Tóquio destacou que se opõe a qualquer veto à pesca e ao comércio da espécie.

Entre 1957 e 2007, as reservas de atum vermelho diminuíram 75%, segundo grupos de defesa do meio ambiente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host