UOL Notícias Notícias
 

23/02/2010 - 16h42

Mahmud Abbas denuncia 'provocação' de Israel

O presidente palestino Mahmud Abbas classificou nesta terça-feira de "provocação" a decisão do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu de incluir no patrimônio de Israel dois lugares sagrados em Hebron e Belém.

"A União Europeia entende a verdadeira natureza desta provocação israelense", declarou Abbas ao ser perguntado sobre o tema durante uma coletiva de imprensa em Bruxelas, após um encontro com o presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek.

Os europeus "sabem que uma provocação como esta não pode contribuir de forma positiva para a manutenção do processo de paz", acrescentou.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, desencadeou uma onda de protestos ao anunciar no domingo sua intenção de incluir o Túmulo de Raquel, em Belém, e a Gruta dos Patriarcas, em Hebron, na lista dos patrimônios históricos de Israel.

O Túmulo de Raquel, onde segundo a tradição está sepultada a matriarca bíblica Raquel, é um lugar santo judeu. É localizada em Belém, próxima a Jerusalém.

A Gruta dos Patriarcas (da Bíblia) em Hebron - a Mesquita de Ibrahim (nome muçulmano de Abraão) para o islã - é um lugar santo para judeus e muçulmanos. É localizada em Hebron, no sul da Cisjordânia.

O lugar está dividido em duas partes, uma para os fiéis muçulmanos e outra para os peregrinos judeus, desde o massacre de 29 palestinos em uma sala de orações por um israelense em 1994.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h30

    -0,28
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h31

    -1,00
    75.215,58
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host