UOL Notícias Notícias
 

25/02/2010 - 07h18

Índia e Paquistão têm primeira reunião oficial desde os atentados de Mumbai

Índia e Paquistão retomaram oficialmente nesta quinta-feira as conversações bilaterais para tentar reativar um difícil diálogo de paz, interrompido em novembro de 2008 pelos atentados de Mumbai, que deixaram 166 mortos.

Poucos avanços concretos são esperados na primeira reunião em Nova Délhi entre os secretários das Relações Exteriores dos dois países, a indiana Nirupama Rao e o paquistanês Salman Bashir.

Antes do início do encontro surgiram divergências entre os dois países a respeito da agenda, já que o Paquistão desejava a retomada imediata de um diálogo amplo, enquanto a Índia queria centrar as discussões no terrorismo, vontade reforçada pelo atentado de 13 de fevereiro na cidade indiana de de Pune, que provocou 16 mortes.

Poucas horas antes da chegada de Bashir a Índia, na quarta-feira, soldados indianos informaram que tropas paquistanesas abriram fogo contra eles na região de fronteira.

"Não sou muito otimista", comentou pouco antes da reunião o ministro indiano do Interior, P. Chidambaram, ao mesmo tempo que outra fonte do governo de Nova Délhi, que pediu anonimato, ressaltou o "déficit de confiança" que persiste desde os atentados de Mumbai, que foram atribuídos pela Índia a um grupo terrorista paquistanês.

Mas o simples fato de que os dois países, ambos potências nucleares, aceitaram uma reunião é um marco nas relações bilaterais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host