UOL Notícias Notícias
 

25/02/2010 - 22h22

Presidente de Honduras exonera militar que executou golpe

O presidente de Honduras, Porfirio Lobo, exonerou nesta quinta-feira o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, Romeo Vásquez, que executou o golpe contra o presidente Manuel Zelaya, em 28 de junho passado.

Vásquez "passa à reserva", anunciou o presidente, que nomeou o general Carlos Antonio Cuéllar para a chefia do Estado-Maior conjunto.

Lobo também exonerou outros quatro membros da "Junta de Comandantes", todos envolvidos no golpe de Estado contra o então presidente constitucional, Manuel Zelaya.

A "Junta de Comandantes" é integrada pelo chefe e subchefe do Estado-Maior Conjunto e pelos comandantes do Exército, Marinha e Força Aérea.

"O general Cuéllar selecionará os que ocuparão os cargos na Junta de Comandantes", explicou Lobo, eleito em novembro passado e empossado no dia 27 de janeiro.

Lobo prometeu levar Honduras pelo caminho da democracia, após a ruptura da ordem constitucional com o golpe que destituiu Zelaya.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host