UOL Notícias Notícias
 

26/02/2010 - 11h22

Condenação de Aung San Su Kyi é 'mau sinal' (Paris)

A confirmação da condenação da opositora Aung San Suu Kyi é um "mau sinal" para a reconciliação nacional em Mianmar que, no entanto, declarou nesta sexta-feira o porta-voz do Ministério francês das Relações Exteriores.

"É uma má notícia para Mianmar e um mau sinal para a reconciliação nacional nesse país", disse Bernard Valero, durante uma entrevista coletiva à imprensa, em reação à decisão da Suprema Corte birmanesa.

Apesar dos pedidos da comunidade internacional pela libertação de Aung San Suu Kyi, sua condenação a 18 meses de prisão domiciliar foi confirmada.

É "uma decepção para nós, mas que não deve nos desanimar de esperar", acrescentou.

A França reiterou o seu pedido pela libertação "sem demora" da Prêmio Nobel da Paz e de todos os prisioneiros políticos birmaneses.

Os magistrados não acataram o recurso apresentado por seus advogados, que apelaram sobretudo para argumentos constitucionais. "O recurso foi rejeitado", indicou de maneira lacônica uma autoridade birmanesa, que não quis ser identificada.

A Prêmio Nobel da Paz, de 64 anos, foi condenada a três anos de reclusão e a trabalhos forçados por ter abrigado por pouco tempo um norte-americano que nadou até a sua casa, situada às margens de um lago.

A punição foi comutada logo depois por um prolongamento de sua prisão domiciliar e confirmada em apelação no mês de outubro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host